quarta-feira, 30 de junho de 2010

sábado, 26 de junho de 2010

Da vizinhança

Um amigo do Wally decidiu fazer-nos uma visita.


Ao contrário do nosso inquilino de há uns tempos, que apareceu desidratado e magro, este estava em melhores condições, gordinho e bastante activo.

Isso acelerou o processo de devolução à natureza do nosso amiguinho verde. É que manter duas Hylas, para além de ilegal, é bastante complicado! Principalmente a parte da alimentação, que obriga à captura diária de bichinhos (moscas, lagartas, larvas...), pois suas excelências só comem alimentos vivos.
Após um passeio pelas redondezas e encontrado um bom local...

Adeus!

Entretanto, no mesmo dia em que nos despedimos das rãs, este bonito rabirruivo-preto(?), que canta belas serenatas na hora de recolher, decidiu fazer do terraço o seu refúgio nocturno.

E pelos vistos gostou tanto dos seus aposentos que voltou.
A ver se marco uma reunião de condóminos para lhe explicar as regras do prédio.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Pirralho superstar

Havia outras músicas no repertório que eu preferia que ela cantasse mas foi a “Machadinha” que calhou em sortes. Valeu a experiência, o dia fora do normal e o DVD para mais tarde recordar.

domingo, 20 de junho de 2010

The Hurt Locker


E o Oscar de desilusão do ano vai para...

sábado, 19 de junho de 2010

Uma aventura na estrada

- O que aconteceu? Por que é que parámos?
- A mota avariou.
- Avariou!? E agora?
- Vou tentar arranjá-la.
- E se não conseguires?
- Para já não vamos pensar nisso.
Passados 10 minutos.
- Nada feito.
- E agora?
- Vamos ter que ficar aqui.
- A dormir?
- Possivelmente.
- E onde é que eu durmo?
- Tu podes dormir dentro do sidecar. Eu fico a vigiar.
- E o que vamos comer?
- Não sei. Tenho de ver se caço alguma coisa.
- Boa! Enquanto isso vou apanhar umas ervinhas para acender uma fogueira. E é melhor construirmos uma cabana...
- Pensando melhor... - tirando o telemóvel da bolsa – Vou ligar à mãe para nos vir buscar.
- Óóóóó!
- Viver no século XXI não tem graça nenhuma, pois não?

sexta-feira, 18 de junho de 2010

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Do alto de Aldeia Nova vê-se uma ilha em claro*


"No horizonte, essa angulosa Almeida parecia tanto de fantasia como a guerra em que ela tinha o papel principal. Na verdade, era como se da planície, entediada da extensão de areia e pedra, emanasse uma ilha, à semelhança do que há muito se viu o mar fazer."

Hélia Correia, in Lillias Fraser

* - Xô égua!

terça-feira, 15 de junho de 2010

No surprises please



Os bilhetes já cá moram, não fosse o diabo tecê-las. Agora só espero ficar bem lá na frente, como aconteceu da outra vez, para poder ouvir todos os pianíssimos e todos os murmúrios. Espero também que o concerto não tenha surpresas, pois se as houver serão certamente negativas. É que da menina Regina, fruto de tanto a ouvir em disco e em actuações ao vivo, espero sempre e só o melhor.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Galinha Árabe

Após um arranque tipo blitzkrieg, a dieta entrou numa espécie de velocidade de cruzeiro, permitindo-me agora, de tempos a tempos, alguns devaneios. Foi o caso de hoje, em que uma galinha caseira, daquelas criadas a milho e couves, serviu de mote a uma facadinha calórica. Mais do que justificado digo eu, que cada vez mais tenho saudades daquelas carnes que realmente sabiam a carne. A inspiração para este prato fui buscá-la aqui, no entanto, como se pode constatar, decidi inventar um pouco. As alterações efectuadas foram, quanto a mim, todas positivas. Apenas se perdeu algum efeito estético na relação arroz de açafrão (amarelo) / milho (também amarelo). Se repetisse agora, talvez trocasse o milho por ervilhas, para um melhor efeito visual. Mesmo assim, quem provou, aprovou.

Ingredientes
1 galinha do campo
400g de arroz agulha
285g de milho doce
150g de amêndoa laminada
100g de pinhão
185g de cogumelos laminados
100g de passas escuras
100g de passas claras
1dl de vinho do Porto
50g de manteiga sem sal
2 cebolas grandes
4 dentes de alho
1 malagueta pequena
1 folha de louro
Tomilho, alecrim, pimenta preta, açafrão, sal q.b.

Preparação
Duas horas antes de começar a confeccionar o prato, colocar as passas (claras e escuras) numa tigela, juntar o vinho do Porto e deixe embeber.
Colocar a galinha numa panela de pressão, temperar com tomilho, alecrim, sal e pimenta, juntar uma das cebolas inteira, dois dentes de alho esmagados e a malagueta. Cobrir com água e levar a cozer durante 40 minutos. Depois de cozida a galinha, desfiar. Filtrar e reservar o caldo da cozedura.
Numa panela, misturar meia parte de água com meia parte de caldo de galinha, pôr ao lume e deixar levantar fervura. Juntar uma colher de sobremesa de açafrão, o arroz e temperar de sal. Quando o arroz estiver quase cozido, juntar o milho cozido, metade dos pinhões, das amêndoas e por fim metade das passas. Deixar acabar de cozer o arroz,
Cortar uma cebola às rodelas e levar a refogar em azeite, juntamente com dois dentes de alho picados. Quando a cebola estiver macia, juntar a galinha desfiada e os cogumelos. Se necessário juntar também um pouco de caldo.
Num tabuleiro, colocar primeiro a galinha com a cebola e os cogumelos, seguida do arroz e como cobertura os restantes pinhões, amêndoas e passas envolvidos previamente na manteiga derretida. Levar ao forno a tostar ligeiramente.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

PK 102


Ver um pendular parado mais de uma hora na "minha" estação é sempre sinal de más notícias. Hoje infelizmente a notícia foi a pior possível.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

quinta-feira, 3 de junho de 2010

terça-feira, 1 de junho de 2010